quinta-feira, 5 de março de 2009

Curso de Beach Handball no Equador

Seguimos com o primeiro curso de Beach Handball na cidade de Guayaquil.
País sem nenhuma tradição em Handebol, o Equador se esforça e se dedica de forma corajosa para vencer no futuro. É muito bom vermos o esforço e a determinação de um povo que quer crescer, melhorar, planificar e lograr êxito. Foi maravilhoso conhecer a forma como veem o esporte de competição. O conceito de participação e muitas outras coisas que levarei como ensinamento.
Existem diferenças culturais e a permanência por longo período é estafante. Mas no meu entendimento, quanto mais forte for a América, mais forte será o Brasil. Mais facilidadde teremos em treinar e jogar amistosamente em alto nível. Portanto, todo e qualquer esforço é válido.
Um forte abraço e até breve!

8 comentários:

Rio Handbeach disse...

Fala, Guerra.

Tenho certeza de que esse curso será de grande valia para os Equatorianos e, consequentemente para o Beach Handball das Américas.

Todo esse esfoço de "desbravamento" trará muitos frutos para a nossa modalidade.


Grande abraço
Marcinho

Cyrillo disse...

Concordo com meu amigo Márcio.
Oportunidades como essa terão consequeências futuras para o handebol de areia na América Latina.
Parabéns Guerra

Abs

Guerra-Peixe disse...

Durante o curso, fui solicitado a dar sugestões de como o Equador poderia crescer nas modalidades Handebol e Beach Handball. Uma das minhas ideias foi que tivessem um consultor ou técnico para os Jogos Suldamericanos de Areia, no Uruguai, em dezembro. Eles gostaram e me perguntaram se indicava alguém. Indiquei o técnico campeão do masculino, Prof. Marcio Magliano. Pode ser que não dê em nada, mas já estamos crescendo e "beliscando".
Vamos em frente!!!!

Rio Handbeach disse...

Grande, Guerra.

Fico muito lisonjeado com a indicação. Agradeço a confiança.

Um abraço

Silvio Lago disse...

Queria deixar aqui os meu parabéns para o Guerra por mais esta investida em fazer o beach handball crescer, e parabenizar este, que desde quando iniciou no handebol, e olha que faz tempo, lembro-me do meu início de arbitragem e este já pequenino e com grande talento, mostrava que seria uma grande estrela do handebol, estou falando de Marcio Magliano, sempre didposto a lutar pelo handebol e seu clube onde iniciou, sempre vi o marcio na frente de muitas empreitadas.
Fico feliz por esta oportunidade, o handebold e areia esta precisando muito de pessoas como vc, para bens a todos, e boa sorte.

Eliane disse...

Eliane Brasil - SAO PAULO

OLA GUERRA

ESTE CURSO SO VEM A PRESTIGIAR E FAZER UM INTERCAMBIO COM O BEACH HANDBALL. FELICITO A TI E A TODOS QUE ESTAO DENTRO DO BEACH E AGRADEÇO POR TUDO QUE VIVI E VIVO DENTRO DO HANDBALL.

PARABENS AO GUERRA A QUEM TENHO MUITO RESPEITO E TAMBEM AO PAULINHO QUE AQUI VEM LUTANDO MUITO PELO HANDBAL.

FORTE ABRAÇO
ELIANE BRASIL

Guerra-Peixe disse...

Certamente ganhamos mais um país para a prática do beach handball.
Obrigado pela força!

Danilo disse...

Quero dar os parabéns ao professor Guerra, com quem aprendi muito nos treinamentos da Seleção Brasileira. Antes eu não conseguia separar "quadra" da "Areia" e fazia meras adaptações errôneas nos treinos das categorias as quais trabalhava. Hoje consigo enxergar o "Handebol de Areia" de uma maneira prória, é claro q ainda falta aprender mta coisa. Mas acredito em propostas como esta do curso ministrado pelo professor.
Espero que em breve possamos ter um curso aqui em São Paulo, pois ainda há carência de técnicos para o Handebol de Areia.
Mais uma vez parabéns professor, e mta força nessa caminhada.

Um grande abraço

DANILO ROBERTO SILVA