segunda-feira, 10 de março de 2008

Campeões Mundiais de Beach Handball 2006

Paulinho, Guerra, Emanuel,Djandro, Flávio, Cyrillo, Eduardo, Jefte, Baldacin, Xyko, Fábio, Gil, e Bruninho.

5 comentários:

Anônimo disse...

Lembro como se fosse hoje da cena do pódio, com vocês lá em cima. Vocês me fizeram chorar, emocionante!

Diego Caldas disse...

Esse time fez história no handebol brasileiro.. foram determinados do inicio ao fim da competição! nunca vou esquecer desse DREAM TIME.. parabéns para todos, vcs mereçem muito mais!! abraço a todos.

Anônimo disse...

O que poderia dizer desse campeonato. Sou suspeito para comen tar pois estava entre os atletas mas uma coisa posso dizer, a nossa superação e união foram cruciais para conseguir uma medalha inédita para o handebol masculino
Rumo ao Bi!!!!
Cyrillo

Djhandro Nascimento disse...

"...que pese a idade da maioria, são todos atletas experientes, com um exelente controle mental..." estas foram as referencias que o Professor Guerra Peixe direcionou ao reporter da SPORTV depois da final do Mundial do Rio quando perguntado sobre o segredo de nossa ascensão na competição.
Hoje posso afirmar que naquele momento estavamos preparados sim...pois só uma equipe equilibrada, conscientes de seu objetivo, unida e determinada, poderia depois da tensão de uma primeira fase como a que enfrentamos no mundial, suportar tamanha pressão causada por todos que sabiam e acreditavam em nosso potencial, e todo sentimento de frustração que nos assolava até então.
Segredo...acredito que não, pois esta competência (emocional) é frequente nas conversas de técnicos e professores por onde se passa, o que acontece é que obstinação, superação, força de vontade, consciência e responsabilidade coletiva, são ainda um preço muito alto por uma vitória...estavamos dispostos a pagar.

Jamais vou cansar de dizer...
Parabéns a todos,
CAMPEÕES MUNDIAIS!!!

Guerra-Peixe disse...

Essa foto é histórica. Representa técnica, determinação, confiança infinita e luta.
Os atletas que deram uma vida de dedicação à modalidade mereciam estar ali. Não foi possível. Portanto, todos devem se sentir com a medalha no peito, homenageados e orgulhosos de serem Campeões Mundiais.
Guerra-Peixe