quinta-feira, 1 de julho de 2010

Texto do Atleta Gil Vicente Bicampeão Mundial de Handebol de Areia

Neste domingo passado, dia 27/06/2010, o Brasil se tornou o único bicampeão mundial de beach-handball! Num novo estilo de competição, bem mais exigente, onde a equipe não pode abrir mão de nenhum jogo, a equipe brasileira foi cirúrgica e incisiva em sua escalada ao topo do mundo, mais uma vez.

Perdendo apenas um jogo (Rússia 2x1) e nem mais um set sequer, mostrou ao mundo do handebol, quem manda nesta modalidade, com jogadores espetaculares, e um grupo que se completa de tal forma que definitivamente ficaria muito difícil de alguma outra seleção "roubar" este titulo dos canarinhos!

Após um trabalho árduo de treinamentos na cidade de Mongaguá, debaixo de chuva, sol, vento, frio e calor, esses atletas de ouro não poderiam sair da Turquia com outro resultado. Grupo unido, uniforme, encaixados da forma que seu mentor imaginava, doutrinados, obedientes taticamente e com poderio técnico afiado. Foram passando por cada adversário com maestria, muita alegria e união. Vivenciar este grupo, pra mim, foi algo extraordinário, cada um com sua particularidade, dando sua real contribuição para a conquista do título nas praias turcas de Antalya.

Bruno, mais uma vez melhor do Mundo, dispensa qualquer tipo de comentário, mas guiou o time no ataque, com seus passes milimetricamente calculados e entradas rápidas nas defesas gigantes adversárias. Jefte, o canhoto, de jogo simples, porém eficiente, um petardo na mão esquerda, superação seria seu sobrenome. Balda, sem duplo sentido, o leão brasileiro, guerreiro, eficiente, dedicado, experiente. O mais cirúrgico de todos. Cyrillo, sem sombra de duvidas, mostrou para o mundo como se marcar, numa modalidade voltada pro ataque, comandar uma defesa que toma apenas sete gols num set de uma final, já fala por si só! Gulliver, o marreta, surpreendeu a todos, defendendo como um paredão, e quando solicitado no ataque levou toda sua força em saltos incríveis e finalizações variadas. Jarison esteve pronto, como sempre, para os momentos mais difíceis, se impôs e mostrou que está mais que está pronto pra ser o dono da lateral esquerda. Pezão, muito solicitado defensivamente, treinado, soube o que fazer na hora exata, no ataque com giros rápidos mostrou maturidade e abraçou definitivamente a oportunidade. O que falar dos nossos goleiros? Coxinha, simplesmente sensacional, com defesas impares e importantíssimas. Elevou o humor da seleção com seu jeito alegre e divertido. E o Júnior? O único calouro da seleção. Imaturo? Sem experiência? Nada disso! Chegando às areias turcas, mostrou do que é capaz: fez da falta de experiência sua arma, e tapou o gol brasileiro com muita garra, emoção e disposição. Levou a medalha de ouro pro seu filho, Jadson Neto, recém nascido. Nosso goleiro abriu mão de estar presente no parto do seu primogênito, para ir à busca de um sonho, e levou na bagagem uma motivação que nenhum de nós imaginava! Guerra, nosso cérebro, conhece esse jogo como nenhuma pessoa no mundo, conhece seus atletas na palma da mão, sabe como cada um reage, o que cada um de nós precisava ouvir em determinados momentos, nos dando a liberdade de contestar, mas impondo o respeito necessário. Mais que um técnico, mais que um pastor, mais que um amigo. Marcinho, apesar de ter vindo com idéias fixas de como seria seu trabalho, foi aprendendo com o grupo a ser exatamente o que precisava ser se moldando e sendo maleável em suas decisões e por fim, se tornou um de nós, contribuindo com sua parcela para a obtenção desse titulo. Dra. Juliana Cubo, nossa Jujú, com suas mãos fortes, e sua dedicação integral, nos deixou aptos para fazermos o que deveríamos. Mágica? Não! Competência é o nome disso! Stanley, sempre presente, em busca do que for melhor pra seleção, trata todos como filhos, e sente prazer em fazer o que for preciso para que só tenhamos o trabalho de entrar em quadra e fazer o que fizemos.

Sem esquecer-me dos que dessa vez não puderam estar lá, mas que têm sua importância para o grupo!

Se eu tivesse que escolher uma palavra para definir este grupo, escolheria ORGULHO, pois este é o sentimento que fica em meu coração ao lembrar-me de todos os que fizeram parte desta história. Só quero dizer uma coisa a cada um deles: OBRIGADO!

14 comentários:

Guerra-Peixe disse...

Lendo esse texto percebo a maturidade do homem e do atleta.

Fico feliz por ter participado do grupo que ao longo dos anos ajudou a forjar jovem com entendimento de desporto que foge ao que estamos acostumados a encontrar: narcisos, ambiciosos, egoístas e preocupados apenas com os seus resultados.

Lembro de sua primeira participação (Mundial do Egito) e a dificuldade para colocar a bola entre as traves (sofri muito com esse menino...). Depois veio o resultado injusto da Alemanha e você artilheiro do Brasil. O título sofrido de Copacabana e tantas glórias seguintes. Agora você dá um até breve e vai perseguir outros sonhos.

Espero que encontre o mesmo ambiente de camaradagem e amizade que você ajudou a construir no Handebol de Areia e que seja feliz em sua trajetória olímpica. Parabéns pela sua decisão. Saúde, paz e sucesso.

Um forte a fraterno abraço!

xykohand PB disse...

GIL, LEMBRO-ME DE VOCE QUANDO PELA PRIMEIRA VEZ ENTROU EM UMA QUADRA DE HANDEBOL, FOI UM AMISTOSO QUE FIZEMOS CONTRA O "OBJETIVO PADRÃO", NOME QUE PODERIA SER DADO A VOCE OBJETIVOS E PADRÕES DE HOMEN-ATLETA ATUALMENTE.DESEJO TUDO DE BOM NESTES NOVOS OBJETIVOS E PADRÕES DE VIDA QUE IRA ENFRENTAR.VOCE MERECE COMO GRANDE BATALHADOR E AMANTE DO DESPORTO QUE PRATICA.
DEUS LHE ABENÇOE E ILUMINE.
PROF.XYKO/PB

Rio Handbeach disse...

Já tinha tentado colocar em palavras a minha felicidade ao final dessa campanha maravilhosa, mas como traduzir em texto um projeto, um objetivo, um sonho de uma vida inteira?

Talvez qualquer coisa que escreva ficará ainda longe do que realmente sinto, mas vamos lá...

Obrigado por tantos sorrisos sinceros, pelas brincadeiras às 7h de manhã, que transformaram cada "batalha" em "festa". Obrigado por cada palavra amiga, cada troca de ideia, cada discordância, cada chamada de atenção. Obrigado pelos abraços verdadeiros, pelo suporte, pela aceitação e, especialmente, pela amizade.

Um obrigado especial ao Guerra por estar há muito tempo apostando em mim, me dando força, me ensinando, me mandando pro Equador e sendo o maior responsável pela minha formação e crescimento no beach handball. Obrigado pelo voto de confiança ao me designar para uma função tão importante na seleção mais vitoriosa do mundo.

Para fechar, gostaria de dizer que agora vejo tudo com mais clareza. Entendo os porquês da saudade e da felicidade só por estarem juntos. Entendo os porquês dos sacrifícios pessoais, físicos e profissionais.

Faz dois dias e já sinto falta de tudo isso.

Espero revê-los em breve!
Forte abraço.

Marcinho

Alexandre Gomes de Almeida disse...

Belissimo texto!!! Só demonstra o quanto são competentes e preparados todos os integrantes da equipe. Pude perceber na fase treinamento em Mongaguá o quanto estavam felizes, confiantes e seguros. Só poderiam chegar ao sucesso...
Parabéns a todos!!!
Grande abraço

Tití disse...

parabens pra voce y, desde este comentario pra os atletas de ambas selecoes.
es muito importante pra o mundo ver que desde sudamerica o handebol se hace forte en la areia.

abrazo

Tití (uruguay)

Balda disse...

Irmão Gil, vc não falou e claro nunca falaria de VC! Foi fundamental com sua força, precisão e técnica ímpar para fazer gols inacreditáveis e defender como se cada lance fosse único e final. Impressindível como todos deste grupo campeão, que não é de 10 atletas e comissão técnica, mais sim de todos que participaram de dos treinamentos e trabalharam nos bastidores para que pudessemos representar nosso país e ter ORGULHO de lembrar de cada momento desde o início da preparação até a despedida no aeroporto de SP.
ORGULHO tenho eu de fazer parte desse grupo e desta História!

Prof. Dilton de Jesus disse...

Aproveito a oportunidade para engrandecer esses atletas por mais essa conquista e ao meu amigo Guerra, um obstinado pelo Handebol de Areia e ao seu auxiliar Marcinho.
Parabéns tb para a dupla de arbirtagem Silvio e Felipe q mais uma vez apitaram uma final.
Reafirmamos q na areia somos uma potência. Abraços!

Cyrillo disse...

Bem a respeito desse grupo muitas pessoas sabem o que eu penso.
Começei em 2001, o Guerrinha apostando em mim com 17 anos. Lá pude aprender com Everaldo, Cassila e outros o quanto o espírito de grupo e união se torna importante dentro de qualquer equipe. Colocaram para mim e Gil a função de manter esse espírito no grupo.
Passamos para todos através desses anos, que além de crescermos como jogadores, devemos também amadurecermos e nos tornar homens de verdade. Títulos, histórias para contar sempre nós teremos, porém os grandes amigos que fazemos serão para sempre.
Aprendi muito nesse grande grupo, nessa grande geração que vem desde 2006 praticamente no primeiro título mundial que ninguém esperava.
O mais importante para mim é saber que os que estão entrando nesse grupo mantenham essa essência e passe para os que virão, a 'FESTA' que existe na seleção masculina de handebol de areia.
Ao Gil, uma boa sorte nessa nova empreitada rumo as Olimpíadas de Londres. Tenho muito orgulho de tê-lo como amigo e pode ter a certeza que estarei torcendo pelo seu sucesso.
Mostra a cada dia que aprendemos com erros e acertos e o mais importante é a amizade e o respeito prevalecerem.
Ao grupo todo, mais um título conquistado e mais um lugar no mundo em que marcamos a presença de nossa alegria e felicidade que contagia a todos que nos cercam.
Obrigado a todos da comissao técnica e da equipe por permitirem fazer parte deste grupo e dessa geração vitoriosa que adquiriu todos os títulos possíveis dentro do handebol de areia mundial.
Particular ao Guerra no qual considero além de técnico um grande amigo de longa data. Pode ser as vezes rabujento, reclamão hehehe, mas com um grande coração e sempre pronto para ajudar a todos.
Obrigados a todos...
Abs

Cyrilex

Ted Boy disse...

Boa noite
Ter podido vivenciar o handebol de arei com todos estes monstros é uma dadiva de DEus , jogadores espetaculares e um comando que não deixa um c + ,parabéns vocês são pessoas que fazem a história do esporte, Brasil Bi Campeão mundial è sensacional!!!!

Luiz Carlos disse...

Acredito que esse tipo de atitude, faça do Handebol de Areia do nosso país esse esporte tão vitorioso e apaixonante. Parabéns Gil pela sua emoção e competência!!!!!. Grande abraço, Luiz Carlos.

leormarques disse...

Apesar de estar afastado das quadras, acompanho de longe o desenvolvimento da modalidade e tenho conhecimento da obstinação já citada dos atletas e comissão técnica. Quero deixar meu abraço para todos, em particular, ao Cyrillo e Marcinho, lhes dando os parabéns por elevar o nome do nosso país. Que mais este título dê o merecido lugar do nosso esporte!
Parabéns a todos
Abraço
Leo

MARIA DE LOURDES disse...

É com muito "ORGULHO" também que acompanho essa brilhante trajetória! Vocês (TODOS) foram GIGANTES em todos os sentidos! É maravilhoso ver a transformação e amadurecimento de cada fase e cada equipe, mesmo que de longe, mas com certeza, a maior torcedora, de TODOS os momentos, com muito carinho e amor! Aproveito aqui para deixar o meu obrigada sempre, por vocês fazerem parte da vida do homem que amo! Um beijo carinhoso a todos, Udi.

SILVIO LAGO disse...

ESTE TEXTO PODE SER TRANSFERIDO PARA DAR UM TEMA DE NOVELA, DE UM SERIADO, DE UMA HISTÓRIA BONITA DE UMA FAMILIA QUE COMEÇOU A MUITO TEMPO, 1995 FOI O INICIO, PASSARAM MUITOS ATLETAS, AMANTES, ADMIRADORES, ESTA HISTORIA FOI CRESCENDO, NO INICIO UM SONHO, HOJE UMA REALIDADE.
ATLETAS SE DESDOBRANDO PARA FAZEREM O MELHOR, APRENDENDO, TÉCNICOS ESTUDANDO, VIRANDO NOITE, ANALISANDO, UFA... TANTA COISA, QUE NEM ACREDITO QUE HOJE SOMOS O QUE SOMOS NO MUNDO DO HANDEBOL.
PASSEI MINHA VIDA TODA OLHANDO OS TÉCNICOS LÁ DE FORA, COMO NÃO LEMBRAR DOS TÉCNICOS DA RÚSSIA, FRANÇA, ALEMANHA, DINAMARCA, SUÉCIA E TANTOS OUTROS, E SEMPRE SONHAMOS EM CONHECE-LOS, E HOJE TEMOS UM TÉCNICO QUE PODE SE ENCAIXAR NESTES MONSTROS SAGRADOS DO ESPORTE, GRANDES, FABULOSOS, ESTUDIOSOS, ESPECIALISTAS NO QUE FAZEM, ME ORGULHO MUITO DE CONHECER O PROFESSOR GUERRA, DESDE O INICIO ESTUDANDO, APANHANDO, SOFRENDO, MAIS NUNCA DESISTINDO, SEMPRE COM OS PÉS NO CHÃO, PARABENS GUERRA, VOCÊ É O MELHOR.
E PORQUE NÃO FALAR DE NOSSOS ATLETAS, BRUNINHO, JEFTY, CIRILLO, EMANOEL, COXINHA,FLAVIO CASSILATI, BALDA, E MUITOS OUTROS QUE PASSARAM, TODOS CAMPEÕES, MAIS UM EM ESPECIAL TEM QUE SER CITADO, UM HOMEM QUE NUNCA DESISTIU DE SEUS SONHOS, ABANDONANDO SUA TERRA NATAL PARA BUSCAR ALGO NO HANDEBOL, ESTE HOMEM QUE VEM BUSCANDO ESTE SONHO, GIL VICENTE, UM EXEMPLO DE ATLETA, HOMEM, AMIGO, LUTADOR, E OUTROS REQUISITOS, PARABENS GIL PELAS PALAVRAS BELÍSSIMAS, ISSO PROVA O QUANTO VOCÊ AMADURECEU, O BRASIL PRECISA DE VOCÊ TANTO NA PRAIA COMO NA QUADRA, NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS, E EU SEI QUE SÃO MUITOS, DEUS AINDA TE DARÁ TUDO O QUE VOCÊ SONHA, VOCÊ É O SÍMBOLO DE UMA SELEÇÃO VENCEDORA.
PARABENS A TODOS DO HANDEBOL DE AREIA, A TODOS QUE AMAM ESTE ESPORTE E "TORCEM" NÃO PARA UM OU OUTRO, MAIS TORCEM PARA O SUCESSO DA MODALIDADE NO BRASIL E NO MUNDO.

Darlene Soares disse...

Eu particularmente não gosto de escrever em blogs ou coisas parecidas... Mas ao ler esse texto não poderia deixar de falar algo! Pode parecer até estranho... Mas não consigo parar de chorar ao ler esse texto... muita emoção! Poxa.. passou um filme gigante aqui na minha cabeça...Tantas coisas, quantas coisas!!! Vivemos sensações e emoções que nenhuma pessoa que nunca esteve aqui (seleção brasileira de BEACH HANDBALL)irá sentir!E ver o Gil falando de cada um é sentir a descrição perfeita do que cada um significa!
Então assim como todos desejo p meu amigo Gil um caminho glorioso nas quadras assim como foi na praia, pois ele merece.
Parabéns a todos que fazem parte dessa família do beach... pois é assim que me sinto quando estou c vcs!
bjs
Darlene Soares