quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Críticas ao Jogo Final

Toda manifestação é válida e respeito até mesmo o desabafo anônimo. Se não fosse assim, eliminaria todo comentário sem assinatura, afinal de contas tenho ferramentas para isso. O que não podemos aceitar é o anonimato que vem para agredir com palavras que coloquem em dúvida a honra de quem quer que seja. Por outro lado, ninguém deve se sentir numa posição de não aceitar criticas. Toda essa discussão é sadia e, tirando o excesso, vai nos fazer crescer. O que temos que discutir aqui é a forma com que fazemos e rebatemos essas críticas.

Aproveitando para abordar o lado meritório dos profissionais envolvidos, gostaria de salientar que os senhores Luis Felipe e Sílvio Lago já foram insistentemente avaliados por membros da IHF. Estive em todas as competições que eles apitaram fora do país, e posso asseverar que os dois gozam de alto conceito entre os membros da instituição que dirige a modalidade. Portanto, não cabe a ninguém ficar colocando em dúvida a classificação/título/posição de quem batalhou para conseguir chegar ao lugar que qualquer árbitro gostaria de ter chegado.

Em outra direção, não gosto dessas classificações de melhor isso ou melhor aquilo. Como técnico fui campeão estadual, brasileiro, pan-americano e mundial e nunca me achei melhor do que ninguém. Nunca utilizei profissionalmente qualquer desses títulos. Não há motivo para vaidades. Muita gente construiu a modalidade e o jeito brasileiro de jogar. Penso que venho contribuindo, mas estou longe de ser “bambam” em alguma coisa. Precisamos dividir resultados com todos. Ainda penso que a melhor forma de crescimento é aprender com aqueles que fazem o dia-a-dia da modalidade (árbitros, técnicos e atletas). Precisamos buscar a humildade sempre, pois dessa forma muitos compreenderão nossos pequenos revezes.

Gostaria de abordar algo que um anônimo raivoso escreveu sobre o vínculo do senhor Luis Felipe com o Chope e Areia e Colégio Militar. Realmente o professor Luis foi o criador da equipe. No inicio da modalidade muita gente fazia várias coisas para que o beach se firmasse. Não tenho certeza, mas a equipe era constituída de meninos da ACM onde o professor trabalha com o Handebol, entre outras práticas desportivas. Com o tempo, por insistência minha, os garotos do Colégio Militar (meus ex-alunos) começaram a jogar na areia e viram no Chope & Areia uma oportunidade real de continuar jogando e “bebendo”. Com o passar do tempo o professor Luis saiu e os atletas continuaram mais bebendo que jogando. Virou uma equipe de amigos que se manteve disputando (pagando) todas as etapas do carioca de beach dos últimos anos e, nos dois últimos anos, disputando brasileiro também. Portanto, onde o raivoso viu uma maldade vejo uma bonita página de formação de equipe, amizade sem interesse (algo muito difícil nos dias de hoje), determinação e perseverança.

Para encerrar, me dirijo em especial aos membros da equipe masculina do BNB que ao final do jogo ficaram tristes, questionaram uma ou outra marcação, mas com educação e resignação entenderam que estavam apenas praticando um desporto, onde existem falhas por todos os lados. Tenho a certeza que domingo vocês perderam, mas amanhã estarão treinando para vencer a próxima competição.

Forte abraço!

14 comentários:

Rio Handbeach disse...

Como treinador do Rio Handbeach sou supeito para falar, é claro. Mas não consigo me lembrar de algum lance gritante de erro. Lembro-me, sim, de alguns lances em que discordei da marcação para ambos os lados e isso é natural.


Nós, todos os participantes, fizemos um espetáculo em João Pessoa, um campeonato do mais alto nível, com alguns dos melhores atletas do mundo.

Não estraguemos essa bela festa do handebol de areia com acusações infundadas e raivosas.

Um abraço a todos.
Marcinho

http://riohandbeach.blogspot.com

IKARO CANUTO disse...

Como sou atleta do BNB há muito tempo, tenho certeza que estes comentários anonimos não partiram de nenhum atleta do clube. Ao longo do tempo já vinha almejando este título, foi assim em 2004, 2008 e 2009. Me consagrei vice campeão nas três edições. E com muito mérito!Com certeza na próxima edição do campeonato chegarei mais preparado para conquistar o título. Esté último campeonato dedico à minha colocação de vice campeão brasileiro ao atleta LUCAS e parabenizo ao campeão CHOPP AREIA pelo ótimo resultado.

Alexandre Almeida disse...

De fato, a certificação da dupla Luis Felipe e Sílvio Lago pela IHF coloca a arbitragem de Beach Handball do Brasil numa posição admirável. Porém, não devemos fechar os olhos para o fato:
Se a dupla é oficialmente do RJ, seria mais prudente evitar que eles participassem dessa partida. Seria o mesmo que numa final de Mundial escalar uma dupla cujo país estivesse disputando o título.
Por outro lado, a equipe do BNB/CE poderia ter pedido a troca da dupla antes do início da partida...
Um pouco mais de cuidado poderia ter evitado toda essa polêmica.
De qualquer forma, isso não tirou o brilho da conquista do Chopp e Areia e do Campeonato como um todo. Parabéns!!!

Sei que não é esse o assunto agora, mas gostaria de chamar a atenção para uma outra falta de cuidado que pode prejudicar a modalidade. Não foi permitido que as equipe tivessem na quadra de jogo um auxiliar técnico e sim um fisioterapeuta. No entanto, algumas equipes não tinham nem mesmo a figura do técnico, ficando apenas os atletas em quadra. Imagino que aos olhos do público que não está familiarizado com o Beach Handball, isso pode parecer que um grupo de amigos se reúne e vai disputar um Brasileiro. Um possível patrocinador poderia interpretar como uma modalidade muito amadora e desorganizada. Acredito que o assunto merece refelexão.
Grande abraço a todos!!!

Guerra-Peixe disse...

Parabéns Ícaro pela forma equilibrada que você se posicionou. Nada como um dia ap[os o outro. Vamos buscar o título!

Guerra-Peixe disse...

Prezado Alexandre,
O primeiro assunto a que você se referiu merece um olhar mais atencioso. Em primeiro lugar não temos como comparar um mundial com inúmeras duplas com um brasileiro. Depois, não podemos comparar o conceito de pátria (país) com o de estado (região). Mas de toda forma, você aguçou a minha curiosidade. Imagina se tivéssemos a idéia de perguntar aos atletas envolvidos na final, qual a dupla que deveria apitar aquele jogo... Você acha que eles apontariam qual? Imagine outra situação: a dupla de São Paulo (excelente) apita a tem qualquer problema. Como ficaria a direção de arbitragem da CBHb? Você não acha que ela seria criticada por não colocar os árbitros internacionais Sílvio Lago e Luis Felipe? Como resolver essa situação? Você apontou o Sílvio como sendo do RJ. Porém, ele é paulista, criado no RJ e radicado na Paraíba há quatro anos. Penso que para o beach handball, considerando o estágio de competição nacional em que se encontra não podemos abrir mão daqueles que têm mais experiência. Mas vamos discutindo e evoluindo.
A outra abordagem cita os profissionais. No ano passado, onde a CBHb pagou todas as despesas, houve um nítido desrespeito e descontrole entre as equipes. Infelizmente, algumas pessoas levaram pais, amigos, diretores, motorista e falaram que faziam parte da equipe. Pessoas que nada tinham a ver com a competição usufruíram de hotel e alimentação. Foi triste constatar que pessoas que não precisavam disso, utilizaram desse expediente sem a menor cerimônia. Essa distorção levou o Diretor da modalidade a baixar normas que foram de encontro às equipes organizadas, mas que fez com que diminuísse o número de pessoas agregadas. Na mesma abordagem você fala sobre técnicos. Parece-me que um assunto completa o outro. Mesmo com a exigência de registro profissional, algumas equipes tentaram se fazer representar por profissionais sem carteira. Agora veja, sem auxiliar, mas com exigências, tivemos problemas de equipes sem técnicos, imagina se fosse liberado para auxiliar... Quanto ao fisioterapeuta ou médico, precisamos forçar o clube a zelar pela saúde de seus atletas. Não podemos ter um atleta lesionado e os próprios atletas tratando do colega.
Forte abraço!

Rio Handbeach disse...

Eu estou de acordo com o amigo acima. A figura do auxiliar técnico, para os times que os têm, é realmente fundamental.

Como todo desporto, nem sempre o treinador consegue enxergar todos os aspectos da partida.

Além disso, um auxiliar pode ser especificamente treinador de goleiros, ou de defesa, por exemplo. Um outro aspecto é que o auxiliar pode ter mais conhecimentos para um atendimento, nos times que não dispõem de médicos ou fisioterapeutas.

Entretanto, precisa ser organizado: auxiliar também com CREF!

Um abraço a todos.
Em especial a galera do BNB que se comportou de maneira exemplar durante e após a partida.

Marcinho
Rio Handbeach

Alexandre Almeida disse...

Prezado Prof. Guerra,
Estamos caminhado para uma organização no Handebol de Areia que é exemplar. Tais medidas quanto a limitação de inscrição de dirigentes de equipe deverá resolver o problema de uso indevido dos recursos e infraestrutura durante os Campeonatos Brasileiros. Ótima iniciativa da Diretoria de Handebol de Areia da CBHb!!! Dois oficias na quadra acho ideal, desde que as equipes possam escolher suas prioridades... Umas devem entrar com 1 técnico de ataque e 1 de defesa, outras com 1 técnico e 1 preparador físico, ou 1 técnico e 1 fisioterapeuta. Importante que esses dois estejam com a documentação dos seus respectivos conselhos profissionais em dia. Aproveito para parabenizar a estrutura de pronto atendimento médico no local das competições!!!
Quanto a escala da arbitragem, a questão é muito complicada mesmo, pois seria difícil justificar a ausência da dupla Silvio e Luis Felipe fora das duas finais. Temos que assumir que independente do Estado de origem ou de residência, os árbitros são antes de tudo profissionais, capacitados e éticos.
A cada dia fico mais feliz de ver que temos pessoas no Handebol de Areia interessadas em crescer e discutir os pontos relevantes. As várias opiniões e análises sobre o mesmo assunto são muito produtivas, pois nos deixam cada vez mais atentos a detalhes.
Vamos em frente!!!

JAIME IMES/SÃO CAETANO disse...

Boa noite queridos amigos e admiradores ou praticantes do handebol.
Queria me apresentar antes de começar meu comentario,se caso alguem não me conheça...
Sou Jaime Torres,goleiro do Uscs/São Caetano,ha 7 anos,seleção brasileira de handebol de quadra desde da categoria juvenil,ex seleção Adulta de beach(espero em breve voltar)e atualmente 5º melhor goleiro do mundo em aproveitamento de 7 metros no mundial da Croacia 2009, mas importante de tudo...amante e batalhador mesmo que a distancia para o crescimento não so no respeito mas no apoio a todos os praticantes tanto no handebol de quadra como no handbeach.
Venho por meio desta manifestar minha opinião após ler os comentarios anexados aqui no blog do Guerrinha...Primeiro queria parabenizar o blog pois não conhecia ainda..muito legal mesmo..
Bem amigos conheço tanto os atletas praticantes do handbeach como o próprio Guerra que ja tive a honra de trabalhar e espero voltar a trabalhar em breve,pois esse é um esporte que sinto muita falta de jogar,admiro e brigo (mesmo que a distancia e sem fazer alarde)para seu crescimento e principalmente respeito por esse esporte em qual ja temos titulos mundiais com as equipes e tambem quero frisar que a dupla citada pelos anonimos também ja foi considerada MELHOR DUPLA DO MUNDO.
Se falar que eu "acho" serei hipócrita eu tenho certeza que a dupla Luis Felipe/Silvio Lago tenha de alguma forma prejudicado o andamento de uma final de brasileiro que pelo que conversei com os jogadores de quase todos os times que tenho contato o brasileiro mais equilibrado dos ultimos tempos.
COnheço o trabalho da dupla,conheço pessoalmente a dupla e tenho o imenso prazer de te-los no meu ciclo de amigos.
É muito facil dizer que eles prejudicaram A ou B sem conhecer o trabalho deles,e já que eu conheço posso afirmar...anti ética não existe,muito menos bairrismo pois isso seria atitudes de profissionais sem responsabilidade, e isso meus amigos com certeza eles não são...
Não quero que o titulo de um time em que tem atletas que "brigam"para que o handbeach se mantenha vivo tanto no Rj como no brasil,assim como acredito que todos os times participantes tambem façam isso para manter acesa essa chama de crescimento do esporte no nosso país sperando todas as dificuldades que todos nos passamos.
Aonde eu quero chegar com isso? Vou tentar resumir...
Temos que ter (me incluo nisso), o respeito com algumas coisas meus amigos do handebol...
1ºSabemos que todos cometemos erros,tanto arbitros como atletas,
2ºÉ muito facil nós atletas criticarmos a arbitragem sem olhar nossos erros durante uma partida,falo isso como atleta que sou,já reclamei muito de arbitragem,mas aprendi a olhar meus erros tambem,porem aprendi a me auto criticar também;
3º Me pergunto e acho que temos que parar para pensar,principalmente pq os anonimos se manifestaram contra a arbitragem apenas por causa na derrota...Sera que se a vitoria fosse do outro finalista teriamos um topico de reclamações do tipo..."Só prejudicaram o outro time para não dizer que estavam puxando sardinha para o time do rj? OU no caso de uma final sem a presença de um time do rj,teriamos os quationamentos como por exemplo: final de 2 times do nordeste algo assim: Eles prejudicaram o time so pq tinha mais gente conhecida emtime tal!!! OU ainda se tivessem qualquer outro time do eixo sul sudeste contra um time do nordeste iam questionar que eles estariam puxando p time por causa do nome de uma equipe?"
Fica muito vago certo?

Então amigos vou terminar meu comentario assim...
Temos atualmente excelentes tecnicos em nossas seleções brasileira de praia..tanto na masculina como na feminina,haja visto os titulos de tais;
Temos muitos atletas pricipalmente na praia que trabalham para poder ter situações financeiras extra quadra melhores para tambem poder manter um time com a contribuição de cada membros de times;
E por último, temos sim bons arbitros, e mais uma vez cito a dupla Silvio Lago/ Luis Felipe que nos deram o orgulho de serem eleitos a Melhor dupla do mundo em um mundial,coisa que pelo que eu saiba,me desculpem se eu estiver equivocado,nenhuma dupla conseguiu e me atrevo a dizer nem na quadra em um mundial.
Então amigos anonimos, cuidado com o que dizem ao citar uma "falta de etica"dessa dupla,eu conheço e ainda tenho o prazer de ter o Luis Felipe arbitrando em alguns de meus jogos na Liga nacional e nunca vi uma "má intenção"dele em meus jogos, e o Silvio arbitrou desde minhas categorias de base e inclusive jogos de adulto e tambem posso afirmar que é tão competente qnto qualquer outro arbitro e acredito que se ainda estivesse apitando a Liga Nacional seria tão profissinal qnto na quadra.
Termino aqui meu comentario parabenizando a todas as equipes que participaram do brasileiro,que superaram difculdades para paritcipação,o CHpp & areia e a Z5 pelos titulos, fazendo o ultimo pedido a todos...

Quanto mais nos unirmos para o crescimento dessse esporte plantaremos futuros atletas para colhermos futuros titulos, estarei sempre aberto a apoio e desenvolvimento do handebol seja ele na quadra ou na praia!

Abraço a todos e vamos juntos crescer esse esporte que tanto amammos!!!

Jaime Torres

Rodrigo - Árbitro disse...

PRIMEIRO QUERO DIZER QUE NÃO TEM PRA QUE NÓS DARMOS ATENÇÃO AOS ANÔNIMOS, SE ELES NÃO TEM O CARÁTER DE MOSTRAR A CARA E VIM FALAR ABERTAMENTE, NÃO VAI TER ENTENDIMENTO O BASTANTE PARA DISCUTIR SOBRE ARBITRAGEM.
O QUE EU ACHO INTERESSANTE É O SEGUINTE, EM MOMENTO NENHUM OS ÁRBITROS SE INTROMETERAM E FALARAM SOBRE TÁTICA DE UM CERTO TIME. PORQUE?? NÓS ESTUDAMOS BASTANTE, PARA ENTENDER REGRAS E SITUAÇÕES DE JOGO. E NÃO SOBRE TÁTICA DE JOGO. CRÍTICAS A ARBITRAGEM SÃO BEM VINDAS? SÃO SIM, SEMPRE, DESDE QUE TENHAM ARGUMENTOS PRA CRÍTICAR. EU APOSTO QUE TODOS ESSES "ANÔNIMOS" QUE ESCREVERAM AQUI, NÃO SABE O QUE É UMA REGRA, NEM MUITO MENOS LÊRAM. ARBITRAGEM DA ETAPA FINAL DO BRASILEIRO, PODE TER CERTEZA QUE FOI DE ALTO NÍVEL. NÓS QUE SOMOS ÁRBITROS ERRAMOS? SIM, SEMPRE VAMOS ERRAR, SOMOS HUMANOS, MAS PODE TER CERTEZA QUE NUNCA PUXANDO PRA UMA CERTA EQUIPE. EM RELAÇÃO AO ÚLTIMO JOGO, MUITA GENTE FILMOU, DISTRIBUAM O VÍDEO, DEIXEM ANALIZAR O QUE FOI APITADO. E FALO UMA COISA, SE OS ÁRBITROS SILVIO E FILIPE DEPOIS QUE VEREM O VÍDEO, TENHAM A CERTEZA QUE ERRARAM, PODEM TER CERTEZA QUE ELES VÃO SER OS PRIMEIROS A FALAREM QUE ERRARAM. FALARAM TAMBÉM QUE ACHARAM ERRADO O SILVIO E FILIPE APITAR UM JOGO TENDO UMA EQUIPE DO RIO DE JANEIRO. PRIMEIRO, OS DOIS SÃO OS MELHORES ÁRBITROS DO MUNDO, SÃO A DUPLA Nº 01 DO MUNDO. SEGUNDO, NÃO EXISTE REGRA FALANDO QUE UM ÁRBITRO BRASILEIRO POR EXEMPLO, NÃO POSSA APITAR UM JOGO DO BRASIL EM UM MUNDIAL. COMO O ANÔNIMO ENTENDE MUITO POUCO DE ARBITRAGEM, PESQUISE UM POUCO E VOCÊ VAI SABER QUE "RAMON GALLEGO - ESPANHOL" MELHOR ÁRBITRO DE QUADRA DO MUNDO, APITOU UMA FINAL DE CAMPEONATO MUNDIAL COM A EQUIPE DA ESPANHA JOGANDO. ENTÃO OS DOIS ARBITROS SÃO ÁRBITROS DA IHF E NÃO DA FEDERAÇÃO CARIOCA. E PODEM APITAR JOGO DE QUALQUER EQUIPE.
ENTÃO ANTES DE FALAR DA EXCELENTE ARBITRAGEM DA FINAL MASCULINA, "SR. ANÔNIMO", LEIA UM POUCO DE REGRA, E QUANDO O SR. TIVER 1% DO CONHECIMENTO QUE OS MELHORES DO MUNDO TEM, AÍ SIM VC PODE DIRIGIR A PALAVRA AO SILVIO E O FILIPE.
E DESDE JÁ QUERO DAR OS PARABÉNS A TODAS AS EQUIPES QUE PARTICIPARAM DO CAMPEONATO BRASILEIRO, EM ESPECIAL A EQUIPE DO CHOPP E AREIA E AO Z5. TODOS VOCÊS MOSTRARAM ATRAVÉS DE JOGOS ESPETACULARES O PORQUE SE TERMOS O MELHOR HANDEBOL DE AREIA DO MUNDO.

ABRAÇOS A TODOS!!!

Alexandre Almeida disse...

Sei perfeitamente que "NÃO EXISTE REGRA FALANDO QUE UM ÁRBITRO BRASILEIRO POR EXEMPLO, NÃO POSSA APITAR UM JOGO DO BRASIL EM UM MUNDIAL", como disse o Sr. Rodrigo. Em nenhum momento disse que seria "ERRADO" escalar a dupla. Apenas levantei a hipótese de se evitar que uma polêmica como a que aconteceu, dando abertura para os "anôminos" levantarem falsas suspeitas. O Sr. como árbitro sabe também que em algumas circunstâncias o bom senso deve prevalecer. Ou mais uma vez estou enganado???
Como o grande goleiro Jaime Torres disse, também "tenho certeza que a dupla Luis Felipe/Silvio Lago tenha de alguma forma prejudicado o andamento de uma final de brasileiro..." Eu, além de conhece-los como árbitro, sei que são pessoas de ótimo caráter. Assisti a final e, sinceramente, não vi nada de anormal nas marcações da arbitragem.
Para finalizar, quero deixar claro que apesar da dupla Sílvio/Luis Felipe ser referência Nacional e Internacional de Handebol de Areia, temos outras duplas no Brail também de altíssimo nível. Portanto, seria perfeitamente possível que outra dupla participasse da final do Brasileiro, mantendo o alto nível que é inerente ao Handebol de Areia brasileiro.
Prof. Guerra, que tal abrir uma discussão sobre os aspectos técnicos-táticos da competição??? Seria muito interessante saber da sua percepção sobre o assunto...
Grande abraço,
Alexandre

Rodrigo - Árbitro PB disse...

Grande Alexandre!!!

Concordo com você, até porque se você perceber durante o campeonato, o diretor de arbitragem, ao fazer a escala sempre teve o cuidado que o árbitro do estado A, apitasse um jogo desse mesmo estado.
Mas estamos falando de um jogo final, onde eu posso falar com toda certeza, qualquer dupla que fosse apitar o jogo, no final teria polêmica. E quem perdesse iria falar mal da arbitragem. Então nada melhor que OS MELHORES ÁRBITROS DO MUNDO apitar a final pra passar um pouco mais de confiança. Porém qualquer árbitro da competição, teria sim condições de apitar a final.

Abraços a todos!

Guerra-Peixe disse...

Alexandre,
Está aceito o desafio. Vou tecer alguns comentários sobre o que vi na competição. Peço apenas paciência, pois estou atarefado com o curso que vou ministrar após o carnaval.
Forte abraço!

Prof.esp.:Júlio César disse...

Boa tarde!
Parabéns as equipes Z5 e CHOPP AREIA pelo título conquisado.
Gostaríamos de esclarecer que, em nenhum momento partiu da nossa entidade, isto é, a entidade à qual dirijo BNB CLUBE FORTALEZA, algum tipo de comentário em relação a idoneidade dos senhores, Sílvio Lago e Luis Felipe.
Sabemos que, arbitrar um jogo onde o contato físico e as evoluções constantes de técnicas individuais, táticas defensivas e ofensivas, regras da modalidade, são uma constante, é de difícil compreensao global.
É fato, e gostaríamos de enfatizar a nossa tristeza, mas isso não quer dizer q deixaremos de trabalhar e estudar de forma geral para q os nossos conhecimentos e atitudes sejam colocados sempre para engrandecimento do nosso esporte.
Portanto, é por isto q alguns anos estamos à frente do handebol de areia do nosso Estado, com conquistas Estaduais, e sempre com boas participações em competições nacionais (vice-campeao brasileiro masculino 2004/2007 e 2008).
O BNB CLUBE vem sempre contribuindo para o aparecimento de novos talentos na seleção Brasileira.
À quem possa interessar, nos colocamos a disposição para troca de informações e pesquisas do nosso esporte.

Um abraço a todos, e em especial as equipes fem e masc do BNB CLUBE pela ótima participação e por todos os convocados.

Prof.Esp.:Júlio César Fernandes
jcf.prof@hotmail.com

COPA INDEPENDÊNCIA MUNDIAL DE HANDEBOL DE AREIA disse...

JÁ QUE O ASSUNTO É ARBITRAGEM.

GOSTARIA DE PARABENIZAR TODAS AS DUPLAS QUE ATUARAM NA FASE FINAL DO CAMPEONATO BRASILEIRO PELO EXCEPCIONAL TRABALHO REALIZADO NA COMPETIÇÃO.

MESMO COM MINHAS EQUIPES TENDO FICADO EM 8 NO MASCULINO E 10 NO FEMININO, OS PEQUENOS ERROS QUE ACONTECERAM, DE FORMA ALGUMA , INFLUENCIARAM NAS MINHAS CLASSIFICAÇÕES FINAIS.

O HANDEBOL DE AREIA DO BRASIL PODE COM CERTEZA DIZER QUE É UM DOS MELHORES TANDO COM AS EQUIPES COMO COM OS ÁRBITROS